terça-feira, 8 de março de 2016

Bifocal

Óculos bifocal
Crepúsculo no olhar
Pai, como me faltas!

segunda-feira, 7 de março de 2016

Óculos | O Nome da Rosa - Umberto Eco

Guilherme enfiou as mãos no hábito, onde este se abria no peito formando uma espécie de sacola, e de lá tirou um objeto que já vira em suas mãos e no rosto, no curso da viagem. Era uma forquilha, construída de modo a poder ficar sobre o nariz de um homem (e melhor ainda sobre o dele, tão proeminente e aquilino), como um cavaleiro na garupa de seu cavalo ou como um pássaro num tripé.

sexta-feira, 4 de março de 2016

Consciência tranquila

Pequei muito em minha vida.
Não sou o responsável.
Termina os últimos 14 anos.

quinta-feira, 3 de março de 2016

Ultimato

Primavera, verão, outono e inverno.
Um ano de prazo.
O botão fenecerá antes de desabrochar?

quarta-feira, 2 de março de 2016

O riso | O Nome da Rosa - Umberto Eco

“Pergunto-me”, disse Guilherme, “por que sois tão contrário em pensar que Jesus jamais tenha rido, pois acho que o riso é bom remédio, como os banhos, para curar os humores e as outras afecções do corpo, em particular a melancolia.”

terça-feira, 1 de março de 2016

Beijo

Beijo tímido na face.
Barba serrada, pele macia.
Saudades do meu pai.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...